Feeds:
Artigos
Comentários

As suas fotografias, podem ser comparadas às fotografias de Karin Eberhard pela sua simplicidade e contrastes de cores. Apesar disso, as fotografias de Sarah têm uma ideia de conceito mais presente já que trazer sempre, ou quase sempre, uma mensagem por detrás da fotografia. Por isso mesmo, apesar de gostar imenso das fotografias de Karin, aprecio mais os trabalhos de Sarah. Aqui ficam algumas das suas fotografias:

 http://watertrees.deviantart.com/

Anúncios

As suas fotografias cativaram-me tanto pela cor como pela simplicidade das mesmas. Karin tem, na sua maioria, fotografias macro com grandes contrastes de cores. É uma artista que realmente aprecio pela sua técnica e escolha de objectos/modelo/tema. Sem mais demoras, fiquem com as fotografias!

Animação .

Como sequência do último post e por agora ter noção de um pouco do trabalho que é necessário para se elaborar um projecto em stop-motion, tirando as fotografias paralelas ao chão, tiro ao chapéu a quem se atreve a envergar por trabalhos minunciosos e extremamente trabalhosos como estes. Irei, por isso, postar alguns dos vídeos que encontrei quando andei a pesquisar maneiras de trabalhar esta técnica e projectos já finalizados. Os vídeos estão muito bem trabalhos em termos de história, de contexto, de cenários e de objectos, tendo muitos elementos criativos e tornando este projectos, trabalhos espectaculares. Aqui ficam:

Tempo agora de resumir um pouco o que foi o terceiro período e o que nos foi proposto abordar neste curto espaço de tempo, já que o período não tarda a acabar. Como primeiro projecto demos animação que é um processo segundo o qual cada fotograma (cada uma das imagens impressas quimicamente na fita de celulóide do cinematógrafo) de um filme é produzido individualmente, podendo, depois de montado formar uma sequência lógica. A animação também pode ser obtida fazendo vários desenhos passo-a-passo que, vistos rapidamente formam uma animação. E, ainda o stop-motion que consiste em fazer pequenas mudanças no modelo para, mais tarde, serem também elas colocadas por ordem, formando um vídeo.

Na parte inicial do período, fizemos pequenos trabalhos de experimentação para ver como as coisas funcionavam. Para isso, elaboramos experiências com plasticinas, objectos e pessoas e fizemos flipbooks. Todas estas experiências, tirando o flipbook foram registadas no blog. Por fim, como segundo e último projecto do terceiro período foi-nos proposto um trabalho pessoal isto é, consoante todas as temáticas e técnicas elaboradas ao longo do ano lectivo escolheriamos a que mais gostamos e trabalhariamos com afinco até ao final do ano. Este projecto poderia ser feito individualmente ou a pares.

Posto isto, como último projecto do terceiro período, eu e a Eduarda Pinto trabalhamos em animação por ter sido a técnica que mais gostamos. A ideia de abordarmos animação, sempre foi para irmos no seguimento de um projecto parecido com o videoclip dos Coldplay – “Strawberry swing”, isto é, um projecto em stop-motion onde animariamos pessoas e objectos e onde as fotografias seriam tiradas paralelas ao chão e numa distância considerável. Depois de escolhida a técnica, faltava a temática. Para isso, pesquisamos várias fotografias, vídeos, trabalhos e projectos de autores que gostavamos. Por fim, decidimos fazer uma espécie de reconstrução de um jogo do Super-Mário, por gostarmos do jogo e por ser uma temática engraçada e diferente. Este projecto será, mais tarde, postado aqui no blog. Deixo, para quem ainda não conhece, o videoclip dos Coldplay:

A música é “OK” da banda Shit Disco. Encontrei este videoclip por acaso e, apesar da música não ser das melhores (na minha opinião porque gostos não se discutem) a técnica utilizada é excelente! Nunca vi nenhuma banda a utilizá-la e utilizam-na de uma forma adequada e reenquadrada com todo o resto. Espero que gostem!

Sinal animado .

Hoje em dia já ninguém vive sem sinais de identificação, de direcção, de trânsito entre outros. Mas há de haver alturas que eles se cansam da rotina de estarem sempre no mesmo local e a fazer sempre o mesmo. Isto que estou a dizer, para quem ainda não viu o vídeo que vou postar, acha no minimo absurdo. Pois é, mas foi nisso que o artista gráfico Freddie Yauner se baseou para fazer este vídeo. Uma ideia engraçada e criativa:

Hoje vi pela primeira vez o videoclip de uma música que sempre que passava na rádio me ficava no ouvido. Espanto meu que quando vi o videoclip o associei logo a uma técnica que já tinha visto algures. A técnica de que falo é a animação de Blu que elabora arte em movimento. Isto é, faz um primeiro desenho e tira uma fotografia, apaga-o e faz um segundo como se fosse sequência do primeira e tira de novo uma fotografia e assim sucessivamente, fazendo assim uma experiência em stop-motion. Por ter adorado o trabalho deste artista elaborei vários posts quando vi o seu trabalho. E, com a visualização deste videoclip achei oportuno o mostrar para fazer, mais uma vez, referência a uma técnica espectacular e que adoro. O vídeo está muito bem elaborado em termos técnicos e gosto muito da forma como juntaram a técnica à temática e à própria letra da música. A acrescentar a isto tudo, vem a música, que tem uma melodia bastante agradável, na minha opinião. Desfrutem!

Trabalhos do BLU:

Links de posts anteriores acerca do trabalho do BLU:

https://anaramalho.wordpress.com/2010/02/10/blu-arte-em-movimento/

https://anaramalho.wordpress.com/2010/02/10/blu-arte-em-movimento-videos/